A origem do 8

Neste Domingo a seleção estreiou na Copa América e ao contrário de todo o oba oba da imprensa o time foi mal demais.

Como eu sempre costumo dizer um time nunca é ruim demais quando perde e nem é tão bom quando ganha. Hoje a Venezuela entrou para se defender, o que naturalmente dificulta o futebol brasileiro, e aliado a fatores como o nervosismo do primeiro jogo pela seleção, time jovem e competição complicada o Brasil não acabou goleando como todo mundo imaginava.

Sobre as atuações ruins da maioria dos jogadores eu juro que não me preocupo nem um pouco, este time ainda tem muito para crescer atuando junto por mais tempo e aos poucos os caras vão se soltando na competição, isto é natural, o que me preocupa um pouco é o quanto time está penso no meio de campo e a forma que o Mano Menezes fez tudo, menos ver o buraco na meia.

Quando a Venezuela deu uma avançada na marcação o Brasil foi incapaz de fazer a ligação do meio com o ataque, o Ganso estava de costas e sempre isolado.

Vou explicar melhor e vocês vêem se concordam. O time foi escalado desta forma:

Júlio

Daniel – Lúcio – Thiago – André

Lucas – Ramirez

Ganso

Neymar – Pato – Robinho

No sistema defensivo e as laterais não tivemos novidade nenhuma, o Thiago é que deu umas entregadas naturalmente nervoso, mas não comprometeu e atuou muito bem de um modo geral.

Agora vamos falar sobre o meio e o ataque. Na cabeça do Mano, do Milton Nevez, do Casagrande e na cabeça de todo do brasileiro o Ganso ia chegar colocando nossos três atacantes na cara do gol umas trinta vezes, nós iamos ganhar de vinte a zero e seriamos felizes para sempre.

Legal, esqueceram só de combinar isto com os venezuelanos.

Para dar libertade para o Ganso fazer estes trinta passes que estavam na cabeça do Mano, ele prendeu nossos dois volantes e eliminou o que eles tem de melhor, a saída de bola. Os dois atuaram como volantes marcadores e subiram pouquíssimas vezes com qualidade. Para não isolar o Ganso, na cabeçado do Mano, Neymar e Robinho deveriam trocar de posição e vir buscar a bola para ajudar o Paulo Henrique, o foda é que com uma boa marcação no nosso camisa dez e o mesmo pouquíssimo inspirado a Venezuela conseguiu foder o jogo do Brasil inteiro.

A seleção Canarinho ficou com dois primeiros volantes para dar libertade a um cara que sem jogar uma partida pela seleção virou o salvador da pátria, e aí perdemos completamente o meio de campo.

Antes de continuar gostaria de dizer que não estou cornetando e nem metendo o pau no Paulo Henrique Ganso, na verdade achei até natural a atuação dele, eu estou metendo o pau na expectativa que todo mundo colocou em cima dele achando que era a solução de todos os problemas do maior time do mundo. O torcedor santista tem o direito de se iludir deste jeito, a galera aqui no boteco do Zóio na esquina de casa também tem este direito, quem não tem este direito é o chefe Mano Menezes, e pior, ele tem menos direito ainda de ficar sem um plano B como ficou hoje.

Vocês aí conhecem a origem do camisa 8 no futebol?

Históricamente o camisa oito de um time de futebol é aquele cara que joga do lado do dez. Ele ajuda na criação, desafoga a marcação no dez, e em jogos de pouca inspiração do criador ele assume a responsabilidade, resumindo é o assistende do protagonista. Na seleção de 2002, se não me falha a memória este cara que atuava do lado do Rivaldo era o Kléberson, na de 2010 acho que era o ótimo Gilberto. Nos clubes, onde não dá pra ter o luxo de ter dois meias, em geral os treineiros preenchem este espaço com um segundo volante de qualidade e é aí que um time ganha ou perde um jogo.

Sem este camisa oito o Ganso ficou sozinho e virou presa fácil da marcação. Neymar e Robinho voltavam, mas como o Ganso estava de costas para falar com os primeiros volantes, o que é errado, ele nunca conseguia iniciar de fato uma jogada com os dois pontas que voltavam, este foi um dos motivos das atuações apagadas dos pontas do time brasileiro.

O que me deixa mais puto é como o Mano Menezes, Casagrande e mais um monte de gente que ganha pra isto não conseguiu ver uma coisa que eu e algums leitores tinhamos falado neste post feito há um mês na convocação. Porra os caras ganham pra isto e não enxergam metade do que aconteceu de fato.

É nesta hora que se o Thiago Neves tivesse sido convocado, com certeza os venezuelanos teriam um problema a mais para se preocupar, sem falar que o cara é foda e sempre assume a responsabilidade quando o bixo chega.

Só que não vamos chorar o leite derramado, Thiago Neves já está fora e pronto.

Qual a solução pra este buraco no meio de campo?

O Mano teve a capacidade de colocar o Fred e ficar com dois avantes, mas não conseguiu enxergar o problema na meia. De duas soluções uma. No pior dos casos o Mano libera o Ramirez para subir e atuar como elemento surpresa, como o Elias era no Corinthians há um tempo atrás e ele atua como oito, ou o Mano opta pela solução mais inteligente, tira o Robinho, coloca o Lucas ao lado do Ganso e também solta o Ramires :).

Em qualquer um dos casos ele solta o Ramires porque atuar com os dois lá atrás é coisa de time pequeno e retranqueiro. O que muda de um cenário para o outro é a responsabilidade do Ramires.

No cenário um a seleção fica com a meia mais desprotegida, fica só o Lucas Leiva marcando o que pode deixar o time vulnerável, principalmente se pega um Messi inspirado. No cenário dois, o Lucas seria uma preocupação a mais para os marcadores do adversário, desafogaria o Ganso, e como o garoto são-paulino vai pra cima e é driblador ele levaria sozinho em algums jogadas uns dois ou três marcadores, como faz no São Paulo, desta forma ele liberaria marcação no Ganso e até em um dos atacantes.

Neste cenário dois o Ramires atua solto, para aparecer de vez em quando como elemento surpresa, mas não carrega a responsabilidade de ser nosso criador em dias de falta de inspiração de Paulo Henrique Ganso.

Em fim, esta foi minha leitura do jogo. Como não ganho um décimo do dinheiro do Mano ou do Casagrande, pode ser que eu esteja falando merda, mas pra falar a verdade acho que não estou não.

Ainda acho que a seleção brasileira é o melhor time desta Copa América, basta que não nos sabotemos como fizemos hoje e que o Mano pare com a síndrome de Carpegiani achando que é só colocar atacante que os gols vão sair e passe a assistir o mesmo jogo que o resto do mundo está vendo. Ainda confio no técnico e o acho muito bom e tenho certeza de que vamos ganhar essa porra!

PS.: Para os oportunistas que acharam que o Ganso e o Neymar iriam chegar na copa do mundo resolvendo sozinhos qualquer jogo difícil este foi o recibo de idiotice. Não existe milagre, os moleques são ótimos, mas tem outro time jogando do outro lado também, tá? E uma novidade para vocês, a imprensa futebolística não sabe porcaria nenhuma de futebol viu!

Anúncios

3 Responses to A origem do 8

  1. Carlos says:

    de fato! ate acho que nao foram tão mal os mulekes… pelas circunstacias ja citadas por vc.

    mas vamos combina uma coisa, neimar precisa saber que nao vai dar pra ser estrela todo dia.

    • Leonardo says:

      Ele deu uns miozinho sim, mas de modo geral nem teve tanta oportunidade, a bola chegou nele com qualidade pra fazer algo menos vezes que o comum.

  2. Alex Amaro says:

    Alex Amaro de Oliveira

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: