Novos ares e a “lógica” do fútebol

Cuca para mim é um dos caras mais injustiçados do futebol brasileiro. De longe um dos melhores técnicos do país, o treinador teve o privilégio de armar do zero diversas esquadras campeãs. Por detalhes infelizes não foi campeão com nenhuma delas.

Só nestes últimos anos, fazendo uma busca nada refinada com fonte a minha falhada memória, consigo lembrar do Botafogo de 2006 que jogava bonito demais, o histórico São Paulo campeão do mundo de 2005, o Fluminense campeão brasileiro de 2010 e o atual Cruzeiro que até duas semanas atrás era o time sensação das terras Tupininquins.

Eu pergunto a vocês qual treinador atualmente consegue começar um trabalho do zero com jogadores desconhecidos e deles formar times inteligentes que acima de tudo prezam sempre pelo futebol bem jogado?

Qual treinador teve a competência de fazer isto umas três vezes ou mais?

Pois é, Cuca teve.

Sou um grande fã do trabalho deste cara e entendo a frustração que ele deve estar sentindo neste momento. Quando você perde na bola, com os dois times jogando futebol você não sai frustrado porque perdeu, você sai orgulhoso por ter feito um grande jogo, só que nestes últimos anos quando dou uma olhada para o histórico do treinador vejo que suas principais derrotas foram contra times que não praticavam futebol nem nada parecido, praticavam o tal do Muricyball.

Quando existe futebol os times do Cuca são sempre superiores, a Libertadores deste ano mostrou isto, só que o Muricyball é imponderável, sortudo e nojento e contra isto nem sempre dá pra sair vitorioso. Sempre tem aquela bicuda para a área que rebate em todo mundo e entra devagarzinho.

Junta-se a estas derrotas a má vontade da imprensa em relação ao treinador aí a pressão aumenta ainda mais.

Sou um grande fã do Cuca porque ele é um incansável militante do futebol bem jogado, mesmo quando este parece não ter mais espaço neste maldito futebol moderno. Acho ele um dos melhores porque é muito fácil montar um time brigador e dependente de bola parada, na verdade é só colocar três zagueiros, seis volantes brucutus e um atacante alto que a coisa já funciona, mas montar times de futebol de verdade requer um pouco mais de inteligência, competência e talento.

O mais doido de tudo era olhar para o Palestra Itália mineiro e ver que o time era o mesmo com alguns jogadores não rendendo metade do que poderiam. O futebol e o talento estavam lá, mas a bola simplesmente não entrava.

Em oitenta porcento dos casos sou contra a demissão de treinadores ou a saída destes por qualquer outro motivo. Penso que uma decisão destas é totalmente baseada em sentimento e paixonites de dirigentes-torcedores, mas estranhamente neste momento vejo a saída do treinador com bons olhos. A permanencia do Cuca no Cruzeiro representaria um desgaste desnecessário para o time e para o próprio treinador que há um mês era o melhor da América.

Infelizmente o show que o time deu no início do ano aumentou a pressão em cima do mesmo. A única coisa que não entendo é esta “lógica do futebol” de apadrinhar jogadores que não rendem como Thiago, Montillo e Gilberto e outros pernetas como o tal do Anselmo Ramon e colocar a pressão toda nas costas do treinador. É cômodo demais você mandar o treineiro embora, mesmo este fazendo um grande trabalho, apenas porque é mais fácil que dar um esporro geral em todo mundo.

Quando digo mandar o treinador embora digo de um modo geral, afinal o Cruzeiro foi grande o suficiente para insistir que o Cuca continuasse a frente do clube por mais tempo. Grande também na hora de escolhe o substituto de Cuca. Sai um ótimo treinador e entra outro. Acho que talvez por isto que gostei da saída do Cuca. A certeza que o bom elenco do Cruzeiro continuará em boas mãos me deixa tranquilo, o fato de eu ser são-paulino também ajudar afinal, agora o Cuca parece mais perto, mas simplesmente por saber que esta troca de ares vai fazer bem para o time e para o técnico.

Não dou uma rodada para o Cruzeiro voltar a ganhar e mostrar novamente um bom futebol, mas o que me emputece é ver o Cuca caindo mais uma vez depois de um grande trabalho, mas fazer o que, nem sempre o futebol é lógico.

Ah, claro, contratar um zagueiro, um lateral direito e um atacante também ajudar viu Perrelas.

Lá vai o Cuca começar tudo e novo em algum lugar para outro felizardo ser campeão com 80% do seu trabalho.

Anúncios

3 Responses to Novos ares e a “lógica” do fútebol

  1. Ariel says:

    eu seria feliz de ver meu time ganhando nenhum titulo, mas ter um bom futebol comandado por um tecnico como o cuca, eu gosto e de show de passes, e isto o cuca manja de faze.

    Seria sorte demais o felipão sair do palmeiras e contratar o cuca… me permita sonhar.

    • Leonardo says:

      Hehe, parceiro, o Felipão é tão foda no palmeiras que ele só sai de lá se ele se demitir

      E eu nunca ví o felipão fugir de problemas, ele pode não ser o melhor na tática mas é macho pra caralho, reconheço

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: