Cuidando dos pequenos

É impressionante como quando olhamos de outra perspectiva, algo que parecia a solução pode até virar problema e o que era problema fica mais confortável.

Como todo ser pensante sempre fui defensor da tese de que um time tem que ter um futebol de base forte. É ele que garante o futuro do clube com as vendas e com a qualidade a baixo custo. É claro que tudo que é bom na teoria sai um pouco torto na prática.

Perdi as contas da quantidade de moleques que ví “desaparecendo” da base do São Paulo Futebol Clube e “aparecendo” jogando muita bola por aí. Bruno César, Keirrison e mais um monte de gente que não consigo puxar na memória neste momento. Perdi a conta também da quantidade de moleques que eu ví jogar demais no sub-15 e sub-16 que simplesmente são varridos dos registros do clube, não vão para o sub-17 e então depois de alguns anos aparecem fazendo sucesso em algum lugar do mundo. Não posso deixar de citar os que se destacam e na hora de subir para o profissional são vendidos e vão para a Europa sem nunca ter jogado uma partida pelo futebol profissional, este é o caso do goleador Lucas Piazon. Por fim, mas não menos ruim é quando o jogador vai para o profissional e com três partidas bem jogadas ele já dificulta sua renovação, espreme o clube que o lançou e aí abraça a primeira proposta do exterior que lhe é feita. Da atual geração podemos citar o Paulo Henrique Ganso e o próprio Casemiro.

Óbvio que você leitor entendeu que apenas usei a base do São Paulo como exemplo, pois eu a conheco com mais detalhes, mas este problema é um problema que atinge a todos os clubes brasileiros.

Aí eu lhes pergunto:

Vocês realmente acham que o Palmeiras não lança porra nenhuma há uns DUZENTOS simplesmente por que não tem estrutura? Porra, vaí me dizer que a estrutura do Santos é tão melhor que a do Palmeiras assim?

Estranhamente os moleques do Palmeiras estão desaparecendo igualzinho os jogadores são-paulinos que já ví sumir por aí.

A própria base do Corinthians. Vocês realmente acham que o que tem de melhor lá é o fraco do Dentinho? Não consigo me lembrar qual foi o último jogador bom mesmo que o Corinthians lançou.

Nós pobres mortais não temos noção da quantidade de moleques da nossa base que são vendidos, repassados e se perdem por aí antes mesmo dos quinze anos.

Quando o assunto é o nosso clube nós tendemos a tomar uma postura alienada de vítima, mas se pensarmos um pouquinhos conseguimos ver que um empresário tem poder para forçar a saída de alguém da base porque este clube deixou e principalmente: porque esta situação é comoda e acordada com os dirigentes do seu clube. Quando vemos um garoto que nunca vestiu a camisa do time ir pra Europa a gente fica com dó do dirigente achando que ele tomou o cano do empresário, só que esquecemos que quem repassou os direitos do jogador ao empresário foi o próprio engravatado a frente do seu clube. E se ele fez, como sempre faz, o fez por puro interesse próprio, $e é que me entendem.

A base é uma fábrica de craques, mas muito mais que isto é uma fábrica de dinheiro.

Se dez jogadores do sub-15 se destacam seis sobem para o sub-16, os outros quatro viraram dinheiro, e muito dinheiro.

Já adivinou pro bolso de quem né?

Ou você também acredita na história da carochinha de que o cargo de dirigente do seu clube não é remunerado e ele está lá por puro amor. Confesso que pela dor de cabeça que deve ser esta merda nem eu que sou fanático pra caralho arriscaria ter um ataque cardíaco não remunerado.

Não dá pra ter base nos moldes de hoje em dia, aos poucos infelizmente estou mudando minha opinião sobre o futebol de base de um clube. Se não é pra ter seriedade é melhor nem ter.

Não é mais fácil contratar uma duzia de olheiros bons e ficar roubando jogador da base de outros clubes por aí? É mais barato, fácil, lucrativo e dá menos dor de cabeça também. Sem falar que a chance de só sair jogador de bom nível aumenta demais, né?

O desgosto diminui também, pois o moleque não foi criado como uma jóia desde o dente de leite e simplesmente trocou o seu clube de coração pra jogar em algum lixo da Ucrânia por aí.

Anúncios

3 Responses to Cuidando dos pequenos

  1. Ariel says:

    o palmeiras tem um centro avante chamado miguel, o muleke na copinha fez gol de tudo que e jeito, foi jogar o sulamericano sub 18 foi o artilhero da competição. So que no palmeiras tem o felipão (que se mete em todas as contratações uma trava na real) e uma diretoria “burra” junto com esse miguel o palmeiras tem mais uns dois outres mulekes que hj era pra ta no no time titular, mas ai… entra seu texto, ate quando vamos ver jogadores da nossa base sendo vendidos pra joga futebol na neve, por simplesmente dinhero. exploden nas competições de base depois incruvelmente somem…

    porra felipao da uma chance pro muleke caralho

  2. Ariel says:

    concerteza!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: