Jogo de Vergonha ou de Protesto? (Republicando)

Este post eu publiquei na época em que o time de vôlei do Bernardinho entregou um jogo para ter um caminho mais fácil rumo ao título na Itália. Hoje é um post que serve bem para os times que vão reclamar, chorar e se colocar como vítimas deste campeonato paulista de 2011. E claro, o torcedor vai se sentir injustiçado como não poderia deixar de ser.

Ontem nós brasileiros pudemos festejar mais uma vitória no vôlei. O ótimo time do Bernardinho faturou mais uma e mostrou mais uma vez quem manda no cenário mundial.

Não vou me atrever a comentar vôlei, não entendo nada do esporte, mas a polêmica que manchou este título mundial brasileiro é muito parecida com o que acontece no futebol todos os dias e disto eu até tenho um pouquinho de propriedade para falar.

Este título mundial brasileiro foi muito discutido devido aquele jogo em que o Brasil perdeu de propósito para pegar o caminho mais fácil até as finais.

É fato, o Brasil tentou com todas as suas forçar perder o jogo, que assiste se revolta. Não à toa a torcida ficou indignada.

Conversando sobre o jogo me disseram que foi um tal de jogo de protesto de ambos os times contra a organização do mundial, que desde o início beneficiou a Itália e tomou decisões para de certa forma preparar o mundial para a Azzurra.

Neste ponto já vemos o quão ridículo é este argumento.

Amigos, assim como no futebol, antes de começar uma competição TODAS as esquadras que participarão desta fazem uma reunião e assinam os detalhes da competição, como regulamento, patrocínio e etc. Se o Brasil estava jogando é porque aceitou todos os detalhes do campeonato, logo, este papo de jogo protesto é besteira.

Outro oportunismo puro é fazer o jogo “protesto” só quando convém.

Se for para fazer protesto faça, eu sou o primeiro a ir lá bater panela.

Só que se é para protestar não vai pro campeonato.

Imagina o quanto de patrocínio os administradores do mundial não perderiam no momento que o Brasil e mais umas duas seleções anunciassem o abandono da competição.

Tanto as seleções quantos os clubes de futebol têm que entender que quem faz um campeonato são eles e não um monte de gente de terno e gravata. E se eles fazem o campeonato, logo eles mandam. Não tem que ficar com papinho de organização e mimimi. Mais ridículo ainda é fazer jogo protesto só quando lhe convém e depois sair jogando de verdade e o pior, tem a cara de pau de comemorar título.

Qual título você está comemorando? Aquele que você se postou contra? Que você não concordou e jogou à toalha a dois jogos?

Para mim foi uma das posturas mais covardes e oportunistas de uma seleção Brasileira.

O pior foi a incapacidade de pensar dos representantes da nossa seleção que tiveram a capacidade de manchar tanto este título mundial como a imagem de todos os jogadores brasileiros, que até este dia ninguém tinha uma vírgula para escrever sobre eles que não fosse motivo de orgulho. Se antes era a ótima seleção dos guerreiros Giba e Murilo, agora é a covarde seleção de gente que tem medo de jogo. Reconheço que o título pode ter sido título da superação e blá blá blá, mas toda esta beleza caiu por terra na postura covarde de Bernardinho e seus comandados.

Portanto torcedor, quando seu clube reclamar que não dá para jogar a Libertadores e o Brasileiro ao mesmo tempo, não fique achando que seu clube é mais uma vítima do regulamento. Não é.

Se o seu clube está lá é porque ele aceitou isto. E se ele fica usando isto como argumento é porque sabe que não tem capacidade de vencer o campeonato.

Amigo, faça um exercício mental e tente imaginar o que seria da Libertadores sem os clubes brasileiros. O campeonato não existiria. Se a Libertadores tem metade dos patrocinadores que tem hoje é por causa dos Brasucas.

Portanto, se não concorda com o regulamento.

Se os Brasucas se sentiram realmente prejudicados com calendário ou com a vaga que foi retirada no G4, eles se organizam e não vão. Aí acaba a palhaçada.

Vocês têm que entender que quando mexem com dinheiro, no caso o dinheiro do patrocínio, aí os caras sentem e se curvam.

O problema é que nossos clubes são liderados por torcedores organizados de terno e gravata, logo, ninguém é inteligente o suficiente para ir falar com seu rival para se organizar. É sempre um querendo ser maior que o outro, e enquanto nosso futebol tiver este perfil estaremos retrocedendo a cada ano que passa.

Um exemplo deste retrocesso é que se você olhar no passado verá que os clubes de futebol um dia já se organizaram e deram banana para a CBF. Desta organização surgiu a Copa União e deixou o Campeonato brasileiro completamente em segundo plano.

Torcedor, não aceite reclamação do seu clube, não aceite jogo “protesto”, não aceite que seu time coloque reservas em jogo decisivo. É tudo palhaçada de gente covarde.

É covardia aqui e covardia no vôlei, a diferença e que em um joga com a mão e o outro joga com o pé, o pior é que os palhaços aqui pagam para ver o jogo e ainda saímos repetindo a lorota de gente mau caráter dizendo que não dá para jogar dois campeonatos simultaneamente.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: