Palmeiras e Corinthians – Paulistão 2011

Futebol é mesmo uma coisa inexplicável aos olhos dos mais apaixonados. Como você explica um time que acabou de sofrer uma eliminação vergonhosa, sem os seus maiores craques vencer o suposto líder do campeonato?

Era só o Palmeiras colocar a pá de cal, mas isto é futebol.

Como sempre disse aqui, o time do Palmeiras não é a maravilha que o torcedor quer acreditar que seja e o time do Corinthians não é tão ruim assim.

É a prova que este time do Palmeiras não tem elenco para aguentar time grande? Não, a partida não permitiu uma análise destas. A partida só provou que ontem o time do Corinthians teve mais coração que o do Palmeiras.

Uma vitória sobre o rival prova que Edno é melhor que Ronaldo e que este tem que parar de jogar futebol? Nunca, aos que não viram o jogo da Libertadores afirmo que Ronaldo foi um dos menores problemas do Corinthians contra o Tolima. Inclusive ele foi um dos que mais tentou fazer algo diferente. Ronaldo foi escolhido como bode expiatória por gente mal intencionada e manipulada por interesses “superiores”.

Por obra de macumba do Tite, incapacidade dos finalizadores palmeirenses e brilho de Júlio Cesar a bola não entrou, mas o que de fato decidiu este Derby tão nivelado foi a raça.

Observação: quando falei da incapacidade dos finalizadores não foi tirando o mérito do Júlio, mas é que a maioria das bolas chutadas ao gol do Corinthians foram no meio do gol e em cima do goleiro, o próprio Kleber conseguiu perder mais gols feitos que qualquer coisa. O goleiro tem seus méritos por estar sempre bem colocado. Aliás, falta alguém ver que o Kleber não é nunca um atacante referência, rende muito mais como segundo atacante. Coloca qualquer um alí (Tadeu) para ser centro avante que o Kleber rende mais, falta ver também que ele não joga metade do que a torcida acha que ele joga.

Até então o grande trunfo palmeirense deste início de campeonato nunca foi a técnica,  mas sim o entrosamento do time. Praticamente o mesmo time do ano passado o Palmeiras conta com jogadores que se conhecem e isto ficou bem claro em campo no final do primeiro tempo quando o Palmeiras de fato conseguia envolver o Corinthians com a posse de bola. Por favor, não venha me dizer que Rivaldo (que falta faz o Gabriel Silva), Tinga, Thiago Heleno e Marcio Araujo são jogadores de um time que tenha a técnica como principal característica.

O Palmeiras de fato jogou melhor que o Corinthians de um modo geral,  mas como eu disse em um Derby deste nível, a raça é uma das poucas coisas que sobra depois dos vinte do primeiro tempo quando ninguém consegue pensar em mais nada.

É aí que surge o craque. Nesta partida infelizmente não tinha nenhum craque em campo, então só sobrou a raça mesmo.

Mais uma lição a todos nós: time grande tem que ser sempre respeitado. O Corinthians tem camisa pesada e ela joga até sozinha em jogos como este. Quando todo cenário era de goleada alviverde o que vimos foram dois times conservadores, se respeitando e se soltando aos poucos, como um Derby da cidade de São Paulo sempre será.

Placar magro e jogo truncado, totalmente diferente do que temos nos clássicos do Rio de Janeiro, por exemplo.

Infelizmente ou felizmente o futebol herda as características de seu povo. Enquanto o carioca é mais tranquilo, o paulista é mais pragmático, chato (sem ofensas aos leitores paulistas, quem vos escreve é um paulistano). Por isto que vemos aqui em São Paulo diversos clássicos terminando em zero a zero, um a um e raramente vemos placares com muitos gols como nos clássicos cariocas e um jogo bem jogado, pra frente.

Se isto é uma qualidade ou defeito nosso ou deles, não serei eu o responsável por fazer este julgamento.

Anúncios

3 Responses to Palmeiras e Corinthians – Paulistão 2011

  1. Pingback: E aí, o Problema era mesmo o Gordo e o Chinelinho? « Na Zona do Agrião

  2. carlos says:

    pra fala a verdade o palmeiras jogo muito mais que o corinthians, nessa partida
    falto competencia na hora de concluir a gol, mas o palmeras jogo muito mais bola que o corinthians
    jogo pra cima como a muito tempo nao via o palmeras joga.

    ate discordo com vc, que o corinthians teve mais raça
    afinal o palmeiras nao desistiu nenhum minuto
    o que decidiu realmente o classico, foi a competencia na finalização
    a competencia do alessandro.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: