Não destruam nosso futebol

Lembro muito bem que quando defenderam que o Brasileirão se igualasse as porcarias européias e se tornasse um campeonato de pontos corridos, junto disto também um campeonato frio, chato, e sem emoção o principal argumento dos chupeteiros do velho mundo era a justiça.

Hoje em dia gente que não sabe raciocinar com os próprios neurônios insiste em ladrar que o melhor formato de campeonato é o de pontos corridos pela justiça que ele propicia.

Ai eu pergunto a vocês caros amigos navegantes.

É justo um campeão que perdeu todos os seus clássicos, porém ganhou de um monte de time pequeno e empatou com mais um monte de time médio?

Os pontinhos corridos beneficiam este tipo de situação, temos um time campeão que não é capaz de vencer uma partida grande.

É justo termos um campeão que por pura sorte enfrentou no fim do torneio adversários que já desistiram do campeonato e apenas cumprem tabela? Ou mesmos um campeão que só ganha de outros times grandes, pois por pura rivalidade estes times grandes entregam o jogo para que o rival não fosse campeão?

Os pontos corridos também propiciam este tipo de asneira.

É justo que em um campeonato o campeão não seja aquele time que ganhou mais, mas sim o que perdeu menos?

Por fim eu lhes pergunto é justo que um time seja campeão por que pagou mala branca para outro time dar a alma em campo? Ou pior é justo que seja campeão por que ofereceu mala preta?

Claro, os pontos corridos também criam um ambiente deste. Não discrimino quem utilize destes artifícios, muito pelo contrário, está usando o ambiente falho do sistema ao seu favor, coisa que todos deveriam fazer.

Está mais que claro que o formato de pontos corridos é o formato mais ridículo criado em um campeonato, e só foi imposto no Brasil por que brasileiro tem uma mania incompreensível de chupetar o que vem de fora. Alguém precisa falar pra este tipo de gente que quando se trata de futebol somos nós que mandamos. O futebol não foi criado aqui, mas nós que ensinamos como fazer direito. Chegou a hora de o brasileiro parar de ter este complexo de vira-latas e ter orgulho da bandeira que ostenta.

Quando substituímos o antigo formato de mata-mata pelo de pontos corridos destruímos a principal característica brasileira: o calor.

Eu desafio qualquer um aqui de me dizer pelo menos duas partidas do formato de pontos corridos que marcaram você pela emoção.

Agora eu desafio qualquer um a me dizer as partidas de mata-mata que entraram para história e que você contaria pros seus netos.

Sobre os pontos corridos não consigo pensar em nenhuma que me marcou, já no formato antigo consigo numerar umas dez em que o frio na barriga durou uma semana entre o jogo de ida e volta e algumas nem do meu time eram diga-se de passagem.

A sensação de eliminar um rival, o gol aos 49′ do segundo tempo que decide o jogo, a jogada de gênio que deixou uns três do time rival no chão e zoar o camarada no dia seguinte a uma eliminação. Tudo isto constitui a maior característica do nosso futebol, o calor e a alegria e infelizmente gente que não deveria ter tido o privilégio de nascer neste país lindo faz de tudo pra eliminar.

Pontos corridos é mais um enlatado que importamos e não percebemos que de justo este formato não tem nada e de emocionante menos ainda.

Poupem-me os almofadinhas que dizem que fazer contas na três últimas rodadas é emocionante. Gente que fala isto nunca sentiu o sangue ferver em uma decisão, o estádio tremer, gente que não se pular e se abraçar juntos sem distinção de classe ou religião. Ateu pedindo ajuda pra Deus para o time dele passar.

Gente deste tipo não sabe o que é ver a cidade parar em vespera de um clássico de mata-mata. Gente assim nunca ouviu o som do silêncio que rege milhões antes de uma cobrança de pênalti.

Gente assim não consegue conceber que o brasil inteiro trabalhe a semana inteira com um frio na barriga, uma mistura de medo com ansiedade e principalmente a ânsia de ver seu maior ídolo chamar a responsabilidade e decidir um jogo sozinho.

Não dá para traduzir esta sensação e muito menos fazer conta em cima disto.

Futebol não é matemática.

Fazer conta não é emocionante, é um lixo. Futebol não é previsível, muito pelo contrário é surpreendente e é isto que faz ele tão detestante, mas muito mais apaixonante e principalmente,  é isto que faz o futebol ser brasileiro.

Como eu disse nós não criamos o futebol, mas mostramos pro mundo que ele estava fazendo isto errado, agora infelizmente tem gente que quer que nos globalizemos e aceitemos o lixo que vem do outro lado do oceano. Eu só pergunto pra vocês uma c0isa: existe futebol do outro lado do oceano? Até onde eu sei a maioria dos países de lá tem no máximo dois times grandes de futebol o resto é defunto que estes batem o ano inteiro.

O dia que um país europeu conseguir reunir doze times de futebol gigante e com história para dar e vender o subdesenvolvido do terceiro mundo aqui dispensará algum tempo para ver o que tem de bom do outro lado do oceano.

Anúncios

18 Responses to Não destruam nosso futebol

  1. Antonio Reis says:

    Prezado Leonardo
    Na minha opinião deveria haver um misto das duas modalidades.
    Em uma primeira parte o campeonato seria de pontos corridos, com jogos de ida e volta.
    Dai classificavam-se 8 equipes que iriam para o mata-mata. Aquele que tivesse mais pontos durante a primeira fase levaria uma vantagem com relação ao jogos, mas por pontos e não por saldo de gols.
    Ou seja , o antigo melhor de 4 pontos em dois jogos. Se houvessem dois empates a equipe que fez mais pontos na primeira fase seguiria em frente na competição. Mas para isso o CB deveria ter um numero menor de equipes, no máximo talvez 16.
    Sou contra quem defende o término do Regional, pois este sim tem mais emoção , mas revanchismo e mais apelação por parte das torcidas.
    Outra coisa com relação ao critério de vagas para a sul americana: – É mais fácil uma equipe ser preparada para ganhar a sul-americana do que o CB, e conseguir uma classificação para as Libertadores.

    • Leonardo says:

      Concordo plenamente.

      Mas regional tem que ter pouquissimas equipes, tiro curto igualzinho no Rio de Janeiro.

      A idéia de dar valor a Sulamericana é boa.

      Neste ano que o campeão ganhou meio que na loteria, mas nos anos seguintes todos se prepararão de forma plena e ela fica legal pq vira um tipo de série B da Liberta. E isto é ótimo.

      O CB com certeza tem que ser diminuido, não faz sentido time grande ficar gastando dinheiro indo jogar com nanico já rebaixado.

      É foda isto

  2. Hélinho says:

    Acho que a fórmula deveria ser parecida, porém, o campeão do 1º turno enfrentaria o campeão do 2º turno. Caso o mesmo time vencesse os dois turnos seria o Campeão. Para definir o rebaixamento e vagas na libertadores, deveria ser considerado os pontos corridos. É claro que existem algumas particularidades que poderiam acontecer, tais como: o campeão do 1º ou 2º turno, no somatório geral ser rebaixado. Não sei se na prática isto seria possível. Outra situação seria a diferença de pontos entre o campeão do 1º turno e 2º turno, neste caso, aquele que tivesse mais pontos jogaria o mata-mata por dois empates. Talvez não fosse o mais justo, mas teríamos um pouco mais de emoção.

    Abçs

    • Leonardo says:

      Só acho que este formato por você proposto seria tão corruptível quanto o atual entende?

      Lance de mala preta, time de férias jogando, sacou?

  3. Andre says:

    Leonardo,
    É inquestionável: time que faz mais pontos é campeão. Nada pode ser mais justo do que isso. Dizer que um time é injustamente campeão porque não ganhou grandes clássicos equivale a dizer que o time que não foi campeão deixou o título escapar porque foi incompetente pra ganhar jogos contra adversários pequenos. Esse é o formato ideal para campeonatos, pontos corridos mostram ao final quem fez mais pontos, e evidentemente quem merece ser campeão.
    As copas são outro tipo de torneio, onde o formato “mata-mata” é a base da disputa. Logo, temos durante o ano a Copa do Brasil e o Campeonato Brasileiro, uma grande disputa em formato de copa e outra grande disputa em formato de campeonato.
    Mala preta, branca, colorida… isso existe em qualquer formato.
    O futebol é o único esporte do mundo que luta contra a modernizaçao porque tem por trás de si uma entidade mundial que fatura bilhões por ano em cima das coisas como estão. Não fosse por isso, já teriam acabado com o impedimento, barreiras (que aliás nem existem na regra oficial), já teriam aumentado o número de substituições e alterado a regra permitindo que jogadores substituídos voltassem a campo. Só nessas quatro alterações, a regra do futebol poderia tornar o jogo ainda mais dinâmico e interessante. Essas sim são mudanças imprescindíveis, na minha opinião. Já os formatos de disputa são adequados ao que se deseja, principalmente o de pontos corridos.

    • Leonardo says:

      Malas de qualquer tipo não existem em mata-mata pois todos querem ganhar, no máximo antes da formação do grupo, mas isto nao muda nada no resultado final visto que o time vai ter que ganhar jogos complicados de mata-mata.

      Não sei se é tão justo como você diz, Fluminense agora por exemplo pode pegar um SPFC e Palmeiras que nem estão dispostos a jogar, isto é justo mesmo?

      Assim como a fifa sou contra a mudança das regras mas totalmente a favor da inclusao de tecnologia para ajudar os juizes. Mudas as regras é descaracterizar o futebol, nao quero que o futebol vire a zona que é a F1

  4. kobari2 says:

    Nao gosto de pontos corridos, acho mais emocionante os dois primeiros decidir o titulo. da mais publico nos jogos. quando ganha a 10 rodadas e ja e campeao tem graça jogar mais 10 jogos sabendo que ja e campeao.

  5. Muito bom o comentário do André. Misturar pontos corridos e mata-mata só se for com um funil menor, tipo separar apenas os quatro melhores, como foi no campeonato paulista. Mas isso deixa alguns times sem jogar, o que é ruim, e também pode fazer com que uma equipe já classificada também se desinteresse, poupe jogadores, zere cartões, etc., o que pode prejudicar outras equipes, dando margem a situações que muitos condenam. O melhor mesmo é pontos corridos com equilíbrio entre os times, como atualmente acontece no Brasil e na Alemanha. Já na Espanha e na Inglaterra o campeonato realmente perde a graça e em Portugal a coisa é pior ainda – o Porto já disparou de tal maneira que só uma hecatombe tira deles o título, e só passou um terço da competição. O que acho que tem que mudar são os estaduais, que deveriam ser mais curtos, para que no Brasileiro só houvesse jogos nos finais de semana, e estudar maneiras que garantissem menor concentração de clubes do eixo sul-sudeste. Precisamos de um Brasileirão com times de todas as regiões, sem cotas, mas com algum tipo de incentivo que permitisse formar equipes fortes no centro-oeste, norte e nordeste.

    • Leonardo says:

      infelizmente este é um mundo utópico, times fora do eixo não tem mercado com TV nem torcida, logo nunca vão se desenvolver, tendem até a morrer.

  6. Marcelo Abdul says:

    Vocè pergunta É” justo um campeão que perdeu todos os seus clássicos, porém ganhou de um monte de time pequeno e empatou com mais um monte de time médio? ” É justo sim! Caso não saiba isso acontece em torneios de mata-mata também. O São Paulo foi campeão paulista de 1989 sem ter vencido nenhum clássico. Acho que é uma puta bobagem ficar discutindo fórmula. Se fosse tão ruim assim porque a maioria dos campeonatos europeus nunca desistem dele? Você pode falar cobras e lagartos do campeonato de pontos corridos mas ele é o mais justo e premia a melhor equipe. Fico pensando. E se o São Paulo em 2007 tivesse perdido o título pro quarto colocado do campeonato brasileiro com uma diferença abissal de pontos você acharia isso justo? Eu pensava antigamente como você mas hoje eu acho que os pontos corridos mudaram a cara do futebol brasileiro. E para melhor. Desde que foi adotado acabaram as tais “viradas de mesa”. É injusto rebaixar um time por causa de 19 paritdas ou menos. Pontos corridos trazem planejamento. É muito cômodo só ir no estádio só nas finais e justificar uma emoção, mas nos pontos corridos a emoção é em TODO o jogo. A decisão é em CADA partida. Cada ponto que você ganha aumenta as chance de ver seu time campeão. Quer mais mata-mata que isso?

  7. Sidney says:

    O Modo de disputa está correto, Pontos Corrido, o que nós precisamos ter é Dirigentes Profissionais e não Amadores vide (Andrés Sanches),que vive misturando as coisas, tentando prejudicar o São Paulo em todos os negócios (Treinadores, Jogadores, Copa 2014, sendo bem claro que o que ele quer e prejudicar o São Paulo e não ver seu time Campeão) como a pouco assistimos, e no caso do Presidente da FPF Marcos Polo Del Nero que foi na CBF acusar o São Paulo de ter comprado o Juiz (Caso Madona) e que até hoje não conseguiu provar nada, rivalidade sempre teve e sempre terá.
    O episodio de 2009 em que o Corinthains entregou descarradamente o jogo para Flamengo, jogadores Corinthianos falando que era Flamenguista desde pequeno.
    POrtanto Mata-Mata ou Pontos Corridos vai dar na mesma, tem que renovar.

  8. Ariel says:

    concordo contigo! nao gosto muito desse formato de campeonato
    aqui nao e a europa, o resultado disso e que encareceu muito o futebol
    internamente, e vemos essas “marmeladas” em final de campeonato.

    so muito mais o mata mata. e mais emoção, e por incrivel que pareça
    esse sim sempre vence o melhor, e nao que deu mais sorte!

    • Leonardo says:

      Concordo plenamente, e na Europa só funciona pq lá tem dois times grandes por país, esqueceram de falar que somos gigantes e temos doze grandes.

      E as maiores pilantragens de juizes são de lá tbm, e todo mundo aqui chupando o saco da Europa

  9. Ariel says:

    concordo leonardo e ja comentei antes,
    a CBF transformou o futebol brasileiro num futebol chato pra caralho
    quem ganha campeonato e aquele que leva menos gol, e nao o que faz mais gol
    ate pq esse formato e muito caro, nem tdo clube pode montar uma equipe competitiva
    durante toda a temporada, o futebol ta cada vez mais pra aquele que tem dinheiro
    e nao para o futebol mais bunito e competente, esse formato me irrita por isso.

    o cbf, para de querer ser europeu, aqui e brasil terra de craques, pele, tostao, garrincha, ronaldo, ronadinho gaucho, ademir da guia, nelinho, zico, renato gaucho, alex, zinho rivaldo… e por ai vai
    terra de craques nao de um monte de monstro marcadores. terra de bola area e a inglaterra, e paise europeus, aqui e futebol bunito.

  10. Ariel says:

    me deculpem se esqueci de algum craque

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: