Libertadores da América, São Paulo e Internacional – Depois

Vamos lá, ao contrário do post noventa minutos atrás agora estou bem mais calmo e ciente que a classificação ficou em boas mãos novamente.

Quando disse no post anterior que acreditava, vejo melhor que havia motivos para isto sim. O Internacional não é nenhum time de sete cabeças. É um pouco mais organizado e com alguns valores indivíduais. Se o São Paulo tivesse ido à Porto Alegre com vontade de jogar futebol talvez algo poderia ser diferente.

Vale lembrar aos Tricolores revoltadinhos que do outro lado tinha um grande time com um elenco ótimo, perder em uma ocasião destas é tão natural quanto ganhar. Duelo de gigantes não tem muita previsão.

O Inter jogou bem, adiantou a marcação, segurava a bola muito bem e fazia o São Paulo cansar com seus toques de bola.

Positivo no lado Colorado foi o Tinga, jogou muita bola, só pecou na expulsão infantil. Poderia ter complicado muito o time dele com ela.

O zagueiro Índio também merece ser lembrado, dominou lá atras.

Outro cara que merece ser lembrado é o Giuliano, o moleque é bom, segura muito bem a bola e tem estrela.

A vaga ficou sim em boas mãos.

No Morumbi, ví um Tricolor que brigou muito, não dá pra negar. Raça não foi o que faltou. Mas o que mais me espantou foi a falta de capacidade de montar uma jogada. Achei incrível como o São Paulo quando tinha a bola só conseguia tocar de lado e dalhe chuveirinho na area. A criatividade e a velocidade passou longe do Morumbi nesta quinta. A pequena velocidade existente conseguia ser destruída completamente pelo queridinho da galera o Hernanes.

Eu nunca ví um jogador tão bom em quebrar contra-ataque quanto ele. Entre o toque rápido e um drible ele dribla, fora os chutes a gol que ninguém entende.

O São Paulo desta quinta feira não foi São Paulo, pisou em sua história esquecendo de onde veio. Da mesma forma o Inter não foi Inter neste jogo, diferente do primeiro onde o Inter ganhou sua classificação.

Porém o que mais achei engraçado é que mesmo sem a bola a maior parte do tempo o Inter conseguiu levar mais perigo ao gol do Rogério que o São Paulo ao gol do Renan.

Vitória São Paulina completamente contestável. Foi um joguinho dos piores que não deveria ter saído do zero a zero. Valeu mais pela emoção e só.

Três gols achados.

São Paulo achou dois em uma falha bizarra do goleiro e em uma rifada do Rodrigo Soto que achou o Ricardo Oliveira.

Acho que vale dizer que o São Paulo não deu nenhum chute a gol no primeiro tempo.

O gol do Inter também foi achado, não acredito que seja uma jogada ensaiada do Inter, mas foi completamente merecido.

Pelos motivos acima descritos é que digo mais uma vez que a classificação foi para o time correto.

O São Paulo não merecia passar pois não jogou bola a Libertadores inteira. E assim como em 2006 foi pra casa do adversário se cagando de medo.

Conseguiu ser mais desorganizado em casa do que um puteiro em dia de décimo terceiro.

Vale resaltar que Cleber Santana não foi ao Morumbi, assim como Fernandão.

Ricardo Gomes também não.

Dagoberto passou lá por alguns minutos.

Positivo foi ver o Ricardo Oliveira jogar, grande jogador, sou fã dele. Ótima contratação pro tricolor. Sozinho lá na frente conseguiu levar certo perigo.

Agora o que mais me deixa animado nesta desclassificação é a grande renovação que parece que acontecerá no tricolor. Uma renovação que vale um outro post inteiro, mas adiantando um pouco, veremos jogadores velhos de guerra indo embora.

Segurar jogador por tanto tempo é bom pra que eles se conheçam, porém os deixa mais cansados do time e cada vez mais com a cabeça na Europa.

Não consigo acreditar que gente como Dagoberto, Miranda e Paraíba estejam comprometidos com o Tricolor.

Hernanes, que na minha opinião é o maior produto que o marketing já criou está indo, para minha felicidade.

Ricardo Gomes também.

Faço votos também que mais meia duzía vá embora. Mais pra frente faço outro post focado nisto.

E renovação é ótima.

Começaremos a usar a base e esta deixará de ser um gasto e começará a virar fonte de lucro e de jogadores.

Vale lembrar que fomos campeãoes da copinha, que mostra que tem qualidade lá sim.

O que mais me motiva nesta reformulação é a possibilidade de ver meu time voltar jogar bola. É tentar corrigir uma coisa que o Muricy estragou em quatro anos e o Ricardo Gomes piorou em um.

Bom, não preciso dizer que amanhã o F5 do meu computador será muito usado procurando noticias de futebol e São Paulo Futebol Clube, palavras que não combinam a um tempo.

Aos Tricolores que ainda estão tristes pela derrota eu garanto. Este título seria muito mais ofensivo ao São Paulo que esta desclassificação. Seria uma premiação a esta filosofia medíocre de trabalho e a este futebol ridículo.

Assim como no post anterior eu acredito, acredito que voltarei a ver meu time jogar bola novamente em breve.

EU ACREDITO!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: